Acidente de Trabalho*

Pedidos de indenização por Lesões por Esforços Repetitivos*

Lesão por Esforço Repetitivo (LER) é o nome dado à doença que causa desconforto e/ou dor nos músculos, tendões e nervos provocada por movimentos repetitivos ou uso excessivo.

Fale Conosco sobre o seu Caso

Um Tipo Comum De Acidente De Trabalho 

É um tipo comum de pedido de indenização por acidente de trabalho e é causado pela execução de tarefas repetitivas numa base contínua. Afeta normalmente os trabalhadores que executam a mesma tarefa durante várias horas por dia. As Lesões por Esforços Repetitivos podem surgir quando os trabalhadores não fazem pausas suficientes em trabalhos repetitivos ou quando lhes é pedido que efetuem uma quantidade excessiva do mesmo trabalho. Essas lesões surgem regularmente em processos de fabricação que envolvem a produção em massa de itens semelhantes. A LER é um tipo de Distúrbio dos Membros Superiores Relacionado ao Trabalho (WRULD). Esse é o nome dado ao grupo de lesões que são normalmente causadas por uso excessivo, como a Síndrome do Túnel Cárpico e o Gânglio. 

Tipos de LER 

As Lesões por Esforços Repetitivos dividem-se em dois grupos, conhecidos como LER Tipo 1 e LER Tipo 2. 

LER Tipo 1 

Este é o nome dado a um tipo de LER que tem uma condição médica diagnosticável. É semelhante a lesões como a Síndrome do Túnel Cárpico. Os sintomas do tipo 1 incluem inchaço ou inflamação dos tendões das mãos, pulsos ou cotovelos. Nestes casos, o inchaço é normalmente visível. 

LER De Tipo 2 

As lesões deste tipo não têm qualquer condição médica específica associada e não pode ser dado um diagnóstico específico. Não há sintomas visíveis, mas há dor, dormência e uma sensação de formigamento em torno da área afetada. As lesões desta categoria são frequentemente designadas por LER difuso. 

Sintomas de LER 

  • Dor e dormência 
  • Sensibilidade da zona afetada 
  • Rigidez 
  • Sensação de formigamento 
  • Fraqueza da zona lesionada 

É frequente que os sintomas se manifestem durante a execução física da tarefa, mas pode continuar a sentir dor ou desconforto depois de terminar a atividade e ao longo do dia. Os sintomas também podem se desenvolver ao longo do tempo e muitas pessoas podem não ter consciência dessa lesão até que os sintomas se tornem mais visíveis. 

Causas 

  • Uso excessivo 
  • Realização de atividades repetitivas 
  • Trabalhar numa linha de produção 
  • Pausas inadequadas ao longo do dia 
  • Má postura ou ficar em uma posição incômoda durante a realização de atividades 
  • Equipamentos mal projetados, como cadeiras de escritório e teclados 
  • Espaço de trabalho mal projetado 
  • Ambientes de trabalho inadequados 
  • Uso repetido de ferramentas vibratórias 
  • Levantamento de peso 
  • Operação de máquinas ou ferramentas 

Exemplos de LER 

Bursite 

Bolsa de líquido próxima às articulações fica inflamada e/ou inchada. 

Tendinite 

Tendões inflamados 

Gânglio 

Cisto formado quando o tecido ao redor das articulações fica inflamado. Geralmente ocorre no pulso e nos dedos. 

Síndrome do túnel do carpo 

Compressão dos nervos da mão que causa dor, dormência e formigamento no polegar ou nos dedos. 

Síndrome do túnel radial 

Ocorre devido ao uso excessivo do braço ao empurrar e puxar, ou do pulso, o que danifica os nervos e causa dor no antebraço. 

Síndrome de DeQuervain 

Inflamação dos tendões que moderam o movimento do polegar. 

Doença de Raynaud 

Essa lesão por uso excessivo ocorre quando o suprimento de sangue é cortado de uma parte específica do corpo, por exemplo, um dedo, causando dor e, em alguns casos, gangrena. 

Síndrome do túnel cubital 

Dor, paralisia ou dormência nos dedos anelar ou mínimo devido ao uso excessivo. 

Síndrome do manguito rotador 

Danos aos tendões do ombro que mantêm a articulação do ombro no lugar. Isso é particularmente comum em práticas de trabalho que envolvem o alcance ou atividade repetida sobre a cabeça. 

Contratura de Dupuytren 

Essa condição afeta a mão, pois a pessoa pode não ser capaz de estender totalmente os dedos em uma mão aberta. 

Distonia (cãibra do escritor) 

Espasmo muscular involuntário dos dedos e também de outras partes do corpo. Esse tipo de lesão por uso excessivo pode ser observado em escritores, bem como em funcionários de escritório e músicos. 

Epicondilite lateral (cotovelo de tenista) 

Condições que afetam a parte externa do cotovelo. A torção repetitiva pode causar essa condição. 

Epicondilite medial (cotovelo de golfista) 

Condições que afetam a parte interna da parte inferior do braço. A torção repetitiva pode causar essa condição. 

Tratamento da LER

O tratamento varia consoante a gravidade da lesão. Ao apresentar um pedido de indenização por lesão por esforço repetitivo, observe que, como parte do seu acordo, você pode ter o direito de reivindicar o custo dos cuidados médicos relacionados à lesão.  

Alguns tratamentos médicos comuns para LER, apenas para fins ilustrativos, são: 

Medicamentos 

Em alguns casos, pode ser prescrita medicação anti-inflamatória para ajudar a reduzir o inchaço e a inflamação da área afetada. Podem também ser prescritos relaxantes musculares para ajudar a aliviar a dor e o desconforto. 

Talas 

Pode ser necessário utilizar uma tala para apoiar a área afetada 

Temperatura 

A utilização de compressas quentes ou frias pode ser um remédio para a dor e o desconforto 

Fisioterapia 

Pode ser necessário o tratamento com um fisioterapeuta para ajudá-lo a lidar com a lesão e orientá-lo quanto à sua recuperação 

Osteopatia 

Semelhante à fisioterapia, um osteopata pode adotar uma abordagem mais prática para trabalhar a área afetada e ajudar a aliviar a dor. 

Cirurgia 

Em casos graves, a pessoa pode precisar de cirurgia para combater a lesão. 

Proteção contra Lesões por Esforços Repetitivos 

Todos os empregadores têm o dever de zelar pela saúde e segurança dos seus trabalhadores. Se este dever de cuidado for violado de alguma forma, o risco de lesões será maior. O empregador tem determinados deveres que ajudam a garantir a segurança dos trabalhadores e a reduzir o risco de lesões. Estes deveres incluem: 

  • Efetuar avaliações de risco regulares para identificar potenciais perigos 
  • Fornecer o equipamento correto de que os trabalhadores necessitam para realizar o seu trabalho, como teclados e cadeiras ergonômicas que ajudem a postura dos trabalhadores 
  • Fornecer aos empregados formação adequada para que saibam o que fazer se ocorrer um acidente ou lesão 

Embora não seja possível evitar completamente que os trabalhadores se lesionem, uma entidade patronal deve fazer tudo o que estiver ao seu alcance para garantir que o risco de isso acontecer é muito baixo. Se um empregador não tiver adotado medidas de segurança adequadas e disso resultem ferimentos em um trabalhador, será considerada responsável por esse fato. Pode ser apresentado um pedido de indenização contra umempregador se se verificar que a sua negligência causou uma lesão ou acidente ou que houve uma violação do seu dever de cuidado. 

Para todos os locais de trabalho 

  • O empregador deve permitir que o funcionário faça intervalos regulares de tarefas repetitivas. Dica: defina um lembrete para fazer uma pausa em suas tarefas regulares. 
  • Alongamento – para aqueles que ficam muito tempo sentados no trabalho, seja no escritório ou como motorista, por exemplo, é importante parar, ficar de pé e se alongar. 

Específico para trabalhadores de escritório: 

Uma das LER mais comuns hoje em dia é a de trabalhadores de escritório em suas mesas. Algumas das causas dessas lesões são: 

  • Ergonomia – a mesa, a cadeira e a tela devem estar alinhadas de forma ergonômica para evitar lesões – os empregadores deveriam ter levado isso em consideração. 
  • Postura – evite ficar curvado 
  • Digitação – mantenha os pulsos, os braços e os dedos alinhados ao digitar, não bata nas teclas com muita força 
  • Temperatura – certifique-se de que o ambiente de trabalho não esteja muito quente ou muito frio, sempre que possível. 
  • Telefone – para aqueles que precisam falar e digitar ao mesmo tempo, o empregador deve fornecer um fone de ouvido para evitar que o trabalhador apoie o telefone entre o rosto e os ombros, o que pode causar lesões. 

O que devo fazer depois de um acidente no trabalho*?

Após um acidente de trabalho, há vários passos que você deve seguir:

  1. Procure atendimento médico

    Sua saúde é sua riqueza e deve ser a sua primeira prioridade. Imediatamente após o acidente, reserve um segundo para avaliar a si mesmo para determinar se você tem algum ferimento. Em seguida, verifique se mais alguém se envolveu no acidente e precisa de atendimento médico. Se você ou qualquer outra pessoa envolvida sofreu uma lesão grave, certifique-se de entrar em contato com uma ambulância para irem ate o local do acidente.

    Mesmo que sejam lesões leves, você deverá se lembrar de que lesões leves onde você “se sente bem” podem progredir para uma lesão mais grave no futuro. Nesse caso, é sempre melhor prevenir do que remediar e é aconselhável que você vá ao departamento de acidente e emergência do hospital mais próximo (A&E) ou GP (clinico geral) para ser examinado.

  2. Relátorio do acidente

    É fundamental comunicar o acidente ao seu superior, ou seja, a um supervisor ou gerente do local. Não importa o quão pequeno você ache que o acidente pode ter sido. Por lei, os acidentes de trabalho devem ser comunicados em casos nos quais a pessoa machucada não possa realizar suas tarefas de trabalho diárias por mais de três dias. Certifique-se de preencher um Formulário de Relatório de Acidente. Isso pode ser usado como referência em qualquer exame médico e também evitará que acidentes semelhantes aconteçam no futuro.

  3. Identificação das testemunhas

    Se possível, tente pegar os detalhes de contato de qualquer pessoa que presenciou seu acidente. Isso pode ser útil se você decidir entrar com uma reclamação de acidente de trabalho. Também é útil saber se há câmeras de CCTV na área onde ocorreu o acidente.

  4. Documente o incidente

    É importante que você recolha todas as informações relevantes relacionadas ao seu acidente:

    • Como o acidente aconteceu
    • Detalhes das testemunhas caso haja alguma
    • Se houver gravações do seu acidente nas câmeras de CCTV
    • Tire fotos de onde o acidente aconteceu e o que causou seu acidente
  5. Fale com um advogado especializado em em reclamações/ações judiciais de acidentes de trabalho

    Se você está pensando em prosseguir com uma reclamação/ação judicial de acidente de trabalho por quaisquer danos pessoais sofridos, é aconselhável que você fale com um advogado de reclamações de acidente de trabalho o mais rápido possível. Se você estiver prosseguindo com uma reclamação e ou ação judicial, o primeiro passo será enviar sua reclamação ao Conselho de Avaliação de Danos Pessoais (PIAB) para ser avaliado. Um advogado de acidentes de trabalho pode ajudá-lo a preparar sua solicitação ao Conselho de Avaliação de Danos Pessoais (PIAB) e garantir que você siga com o seu processo no formato correto, o que significa que você pode avançar com sua reclamação e ou ação rapidamente e sem atrasos desnecessários.

    É importante que você se lembre de manter cópias de quaisquer despesas incorridas em razão do acidente. Sempre que possível também é muito importante manter cópias de relatórios médicos ou formulários de denúncia de incidentes, pois você precisará deles ao fazer uma reclamação e ou ação Judicial.

Fale Conosco sobre o seu Caso

Preencha seus dados abaixo e entraremos em contato com você para conversarmos sobre o seu caso de forma totalmente confidencial.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Our helpful team

Precisando de ajuda? Basta pedir.

Usamos nosso conhecimento especializado e expertise de 30 anos para lhe dar o suporte que você precisa. Usamos linguagem não-juridica e fornecemos conselhos práticos e imparciais em todas as fases do processo!

Ligue para nós ainda hoje +353 1 649 9900 ou entre em contato online.

Como fazer a reclamação e ou ação judicial?

Depois de reunir todas as informações relevantes em relação à sua lesão, é hora de prosseguir com sua reclamação e ou ação judicial. É importante recorrer a um advogado especializado em acidentes de trabalho* para o ajudar-ló.

  1. Prepare as informações para o advogado

    Quando você decidir que deseja proceder com sua reclamação e ou ação judicial de acidente de trabalho é importante que você tenha todas as informações relevantes à mão ao entrar em contato com um advogado. As Informações importantes para ter em mãos neste momento são:

    • Data do acidente
    • Localização do acidente
    • Detalhes de quem / o que causou o acidente
    • Detalhes especificos do que aconteceu
    • Para quem você comunicou o acidente?
    • Existe câmeras de CCTV que pode ter filmado o acidente?
    • Detalhes dos seus ferimentos/ lesões
    • Detalhes do Hospital e ou Médico que te atendeu
    • Quaisquer fotos que você possa ter tirado do local do acidente e/ou de seus ferimentos
  2. O advogado se torna o seu conselheiro de confiança

    Os advogados estão acostumados a lidar com demandas por acidente de trabalho e podem evitar quaisquer obstáculos legais que você possa encontrar durante a jornada se fizer esse processo sozinho. É o trabalho do advogado ser seu conselheiro de confiança em todas as questões juridicas durante todo o seu caso.

  3. O Advogado obterá um relatório médico

    Um dos documentos mais importantes no seu caso é o laudo médico. O seu advogado irá te pedir os detalhes do seu médico ou hospital que você foi atendido para que possa obter um relatório sobre os seus ferimentos. Este relatório será então usado para nos permitir progredir no seu caso.

  4. O advogado prepara o seu requerimento para o Conselho de Danos Pessoais

    Assim que o seu advogado reunir todas as informações, a sua reclamação e ou ação judicial de acidente de trabalho* será submetida ao Conselho de Avaliação de Danos Pessoais para ser avaliado. Seu advogado fará isso por você. Assim que o Conselho de Danos Pessoais avaliar sua reclamação e ou ação judicial, advogado irá te comunicar o valor que foi sugerido para um acordo. Nesta fase, você tem a opção de aceitar a avaliação do Conselho de Danos Pessoais ou rejeitá-la e seguir as próximas etapas

    Neste ponto, a possibilidade dois cenários se desenrolará:

    a. Se ambos, você e a parte culpada aceitarem a avaliação do Conselho de Danos Pessoais, seu caso será resolvido e a pessoa culpada será condenada a pagar a o valor sugerido para você.

    b. Se qualquer um, você ou a pessoa culpada rejeitarem a avaliação do Conselho de Danos Pessoais, você passará para o próximo estágio e seu advogado iniciará um processo legal.

  5. Possíveis resultados do caso

    Antes de começar a se preocupar com o tribunal de justiça e com tudo que é atrelado a ele, é importante entender que apenas uma pequena porcentagem dos casos realmente chega ao tribunal de justiça.

    Serão organizadas reuniões para tentar negociar um acordo . A maioria dos casos são resolvidos neste ponto sem a necessidade de ingressar em juizo e lembre-se de que é o trabalho do seu advogado estar com você a cada passo desta jornada, bem ao seu lado para garantir que seus melhores interesses sejam atendidos em todas as etapas. Seu advogado deve ser seu conselheiro de confiança durante todo o processo para permitir que você foque em sua recuperação e ele em resolver seu caso.

Na Tracey, nós fazemos com que a lei se torne acessível para todos, independentemente do seu conhecimento ou experiência com o processo de ações judiciais. Para mais informações e uma conversa confidencial sobre seu acidente de trânsito, ligue para 01 649 9900 onde você poderá falar imediatamente com um membro da nossa equipe, ou envie um e-mail para ask@traceysolicitors.ie para nos contar sobre seu caso.

O que os Nossso Clientes Tem a Dizer

Nosso objetivo é fornecer assessoria jurídica clara e independente para alcançar os melhores resultados possíveis aos nossos clientes.

Se ao menos eu pudesse dar 10 estrelas". Cheio de profissionalismo e excelente serviço (Sylwia foi sempre simpática e gentil). Fui mantido informado sobre o andamento do caso. Posso dizer com segurança que este é o melhor escritório de Dublin, e eu o recomendaria a qualquer pessoa.
Muito obrigado pela sua assistência em mais um caso bem sucedido.
Encontrei um grande profissionalismo nos funcionários, alta cultura de trabalho e pontualidade. Recomendo.

Composição do Caso

Se você decidir proceder com uma reclamação e ou ação judicial de acidente de trabalho, poderá ter direito a reivindicar indenização pelo acidente e despesas adicionais que possa ter incorrido. Essas indenizações são chamadas de indenização por perdas e danos.

Indenização por Danos Gerais

Indenizações gerais são danos não financeiros, como dor e sofrimento e/ou danos físicos e emocionais após ter sofrido um acidente de trabalho.

Indenização por Danos Especiais

Indenizações por Danos especiais são despesas extras incorridas com o resultado do acidente de trabalho, por exemplo, perda de ganhos /salários (se você ficar desempregado), contas médicas e custos adicionais de viagem como resultado do acidente (por exemplo, ida e volta do hospital).

Quais são os Prazos Prescricionais?

A Lei de Prescrições estabelece os limites de prazos para que você ingresse com uma reclamação e ou ação judicial – estes podem variar a depender do caso. A regra geral para a maioria dos casos de danos pessoais é de que a pessoa lesada tem até dois anos a partir da data do acidente ou da data do conhecimento do acidente para apresentar um pedido de indenização. Entrar em contato com um advogado para conversar sobre o seu caso e irá ajudá-lo a determinar quanto tempo você tem de prazo para propor uma reclamação e/ou uma ação judicial.

Sobre Tracey Solicitors LLP

Nós temos mais de 30 anos de experiência em causas envolvendo danos pessoais e estamos aptos a fornecer aconselhamento e serviços jurídicos especializados.

Estamos aqui para ajudá-lo com sua demanda e trabalharemos com você para garantir que você entenda cada passo de sua jornada jurídica.

Entre em contato conosco

Nossa amigável e experiente equipe está esperando para atender sua chamada. As linhas funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

+353 1 649 9900

Ou você pode preencher nosso formulário de contato e nós ligamos de volta para você